psicopedagogia

Estratégias para Estimular a Consciência Fonológica lá por casa.

Tenho muitos pais que perguntam como podem ajudar a melhorar a leitura dos seus filhos em casa. Estes filhos, regra geral, sentem muitas dificuldades a iniciar o processo de leitura e não conseguem acompanhar o conteúdo programático. Então, o professor recomenda aos pais “que o seu filho tem que ler mais em casa, tem que ser estimulado em casa pelos pais”. Então “estes” pais, claro está, tentando dar o seu melhor como agentes responsáveis no processo educativo do seu filho, colocam os filhos a ler mais. E os filhos continuam com as mesmas dificuldades e começam a odiar ler, seja o que for.

Sofrem deste cenário aí por casa?

Então relaxe um bocadinho e leia até ao fim este post. Hoje vou tentar explicar como se processo a leitura e como devemos, sim, estimular a leitura em casa, mas de forma correta!

O domínio da leitura é a mais fundamental habilidade académica para todas as aprendizagens escolares, profissionais e sociais, tendo consequências devastadoras ao nível da auto estima e do desenvolvimento social quando a mesma não é hábil. As dificuldades na aprendizagem da leitura, bloqueiam o prazer e o entusiasmo pela aprendizagem, manifestados pela maioria das crianças que entram na escola.

Daí ser tão importante que, todo o processo de aprendizagem da leitura, seja de facto explicado para que os pais e professores, juntos, possam estimular da melhor forma a criança.

Para se chegar à aprendizagem da leitura existem um conjunto de áreas que têm estar desenvolvidas ao nível cerebral na criança. Desde a área sensório motor, perceptivo motor, psicomotor à linguagem.

Hoje vamo-nos centrar na linguagem.

O processo da leitura é feita em dois níveis: descodificação e compreensão. Ler não implica só descodificar os grafemas (letras) em sons – fonologia. O outro nível é compreender o que leio – que é a função da leitura em que estão implicados sistemas da linguagem como o discurso, a sintaxe e a semântica. Daí acontecer muitas vezes a criança ler, mas não compreende o que lê, não é?

Uma das áreas muitos importantes para que a descodificação aconteça de forma “normal” é a consciência fonológica.

A consciência fonológica é a “capacidade de identificar e manipular as unidades do oral. Se pensarmos na unidade , a capacidade que a criança tem de a isolar num contínuo de fala e a capacidade que tem de identificar unidades fonológicas no seu interior é entendida como expressão da sua consciência fonológica”.

Simplificando: é a consciência que a criança tem de ter dos sons que compõem a fala. É perceber que a frase: Ontem fui passear. É composta por três palavras (consciência da palavra) , que essas palavras são compostas por sílabas on.tem.fui.pas.se.ar (consciência silábica) e por sua vez, composta por fonemas o.n.t.e.m f.u.i p.a.s.s.e.a.r. (consciência fonémica).

Para além disso, ainda existe a capacidade de manipular as sílabas e os sons com adições, adições e substituições. Por exemplo: na palavra cala, ter a capacidade para inverter as sílabas e dar uma palavra nova laca. Ou na palavra girafa omitir a sílaba fa e ficar uma palavra nova gira.

A consciência fonológica deverá ser estimulada desde o ensino pré escolar. E não, não estou a falar da criança aprender a ler antes do 1º ciclo! Estou a falar da criança começar a ter consciência dos sons que compõem as palavras que ouve! Exemplo: a palavra aaaaaaavião, começa por que som? Só para terem uma pequena ideia, o som a, pode ter pelo menos, três sons distintos dentro das palavras (à, a, ã).

Como podemos promover o desenvolvimento  da consciência fonológica em casa?

Muito simples!

-Através do conto de histórias com rimas, canções, trava línguas, para as crianças que frequentam ainda o pré-escolar, por exemplo.

-Com jogos inventados por si como por exemplo: “Se eu tiro o som x a esta palavra, como fica agora?, Se eu acrescentar o som Y a esta palavra, como fica agora?

-Os jogos de rima são muitos importantes, para a criança aprender a noção de som final da palavra!

-Jogos em que inclua imagens (sem constar a palavra) em que a criança terá que identificar qual a palavra que começa/acaba com o som X.

-O jogo do STOP (escrever palavras que começam por uma letra do alfabeto).

– A leitura à vez e com expressividade oral exagerada (ler o adulto uma frase com entoações exageradas e depois ler o filho da mesma forma).

-O jogo da forca é maravilhoso para a criança aprender a noção da palavra escrita.

-Bater palmas à medida que fala para contarem as sílabas.

-Brincar com as palavras dizendo “vamos inventar palavras que terminem com o som eeeee”

Ler todos os dias para a criança é crucial! Mas histórias que nada tenham haver com a escola. Nada de textos em forma de fichas! Histórias que incitem a curiosidade da criança. Procurem temas que ela goste, como os animais, as flores, a princesa qualquer coisa, tudo que puxe pela curiosidade da criança e gosto!

 

Para quem estiver verdadeiramente interessado em saber mais sobre esta área, de forma ajudar o seu filho, terei todo o gosto em ajudar, pois cada criança é única e precisará de estratégias adequadas! É só enviar um email para info@veraoliveira.com.pt

 

Vera Oliveira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s